terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Romeu sem Julieta


Você foi embora, e me deixou aqui nessa escuridão, nesse lugar sem fim que não tem som, cor, pessoas, nem mesmo motivos pra ficar aqui por mais um minuto!
eu abro os olhos e tudo está preto sem nem um pontinho de outra cor;
eu falo, mais depois eu me pergunto o porque, já que escuto as mesmas coisas que eu digo mais varias vezes por uma voz cada vez mais longe, meu eco;
eu penso em como sair dali mais não consigo pois a unica coisa que me vem a cabeça é você;
eu procuro algum meio de falar com você, mais logo me lembro que você me deixou dizendo que não queria mais me ver e que não ia mais voltar; e agora o meu mundo é o nada, minha fala é um nada, e eu não entendo o porque eu estou ali, talvez eu tenha morrido e ali seja o céu, porque minha vida sem você é impossível de existir! Eu nunca vou te esquecer e agora nessa escuridão eu tenho as minhas ultimas palavras que é um desejo, me beije, me beije, me beije, para que tudo fique claro, para que tudo fique possível, para que tenha som, cores e pessoas; e depois tudo vai girando e se apagando devagar, o beijo vai acabando e eu vou entrando no mesmo mundo, aquele que eu nunca vou saber o nome, aquele que eu vou viver daqui em diante, pois você disse que ia me deixar e não ia mais voltar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário